terça-feira, 17 de maio de 2011

Ela disse p*****ta??

Ontem, à saída da pediatra (O Francisco está com uma laringite aguda), a Carolina quis ir no carro do pai. As miúdas foram com ele, o Francisco foi comigo. À chegada à casa dos avós (já faz parte do ritual: ir ao pediatra significa obrigatoriamente jantar em casa dos avós e eles adoram), estacionamos um ao lado do outro e vejo o pai branco. Acho até que ele estava a transpirar.
- temos que falar. - diz ele ao abrir o vidro.
- então, aconteceu alguma coisa? - pergunto-lhe a ver que ele estava com alguma coisa por digerir.
Sai do carro e deixa as miúdas lá. - Nem imaginas o que a Carolina acabou de dizer.
- hum?
- "sabes uma coisa, pai?" - começa ele e repetir o diálogo de dentro do carro. "Na minha escola há uma p****ta."
Fiquei sem reacção. Engoli em seco. Estava mais surpreendida do que com vontade de rir.
- E tu?
- Eu disse que não tinha percebido o que ela disse e ela repetiu outra vez. Disse-lhe que não sabia o que era isso e ela respondeu "É uma menina, pai".
Acabou ali o diálogo.
Eu não disse nada, enquanto tirávamos os miúdos todos para a rua. Subimos no elevador e nada dissemos. Ignorei completamente. Não queria falar-lhe de uma coisa que ela não falou comigo. Tentar não dar importância para ela também não voltar a pensar no assunto. Mas já ando aqui a preparar uma explicação para quando ela disser essa palavra junto a mim e eu pedir-lhe para não voltar a dizê-la porque é uma palavra feia. Porque os miúdos não se contentam com o "não digas porque é feio"...

3 comentários:

estrela disse...

Eu por norma tento explicar aos miudos as coisas de acordo com a idade...porque eles por vezes estão apenas a testar-nos se nós somos pessoas com à vontade para falar abertamente ou não...assim se não mostrarmos contragimento eles sabem que se tiverem dúvidas podem sempre contar connosco!!!

Ana Raquel Oliveira disse...

É o que eu pretendo também cá em casa, estrela! E, de facto, por melhores exemplos que haja dentro de portas, a escola é todo um mundo, onde cada criança tem as suas influências, hábitos e educação. Porque não conseguimos controlar tudo, há que estar sempre em alerta... Obrigada pelos teus comentários!

abspinola disse...

Bem eu ficava sem reacção, mas é bom explicar que tais palavras não se dizem.
O meu Filho na semana passada também saiu com uma frase M**** e eu so perguntei
-o que disseste?
Voltou a repetir... so lhe expliquei essa palavra é feia e só sai da boca de meninos feios... tu és feio? ele respondeu - não mãe... - então não voltes a dizer o mesmo.

Terriveis... apanham tudo