segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Onde vamos ouvir e viver as 12 badaladas?


A passadas largas da entrada de um novo ano avolumam-se as discussões onde dar as boas vindas a 2009. O Vida Maravilha dá uma pequena ajuda e entre as infinitas propostas um pouco por toda a parte recorda e enfatiza essencialmente as festas gratuitas, mas também fala da festa mais selectiva da noite da grande Lisboa. A mais antiga, e mais mediática talvez, é a festa no Terreiro do Paço. De olhos postos no Tejo e sem sair do coração da baixa lisboeta, público de todas as idades pode divertir-se este ano com a actuação de SérgioGodinho antes da meia-noite que depois dá lugar aos mais acelerados Da Weasel, logo nos primeiros segundos do ano novo. Mais a oriente, o Parque das Nações também é, à semelhança dos anos anteriores, ponto de encontro de muitos amigos, pela música animada, mas sobretudo pela aposta clara nos jogos de fogo de artifício. Logo ali ao lado, o Casino Lisboa oferece um concerto do Xutos e Pontapés (na foto), a maior banda rock portuguesa, numa noite gratuita e, sem sombra de dúvida, de animação garantida. Para quem gosta pouco de confusão e prefere e tem capacidade financeira para ambientes mais selectivos, o Casino Estoril apresenta as Sister Sledge, numa noite de smoking obrigatório e onde cada pessoa paga um bilhete de 500 euros.

O que marcou 2008

É da praxe. Por qualquer sítio por onde se passe, lêem-se os melhores daqui e dali do ano a terminar. A lista que aqui se publicar mais não é p reflexo do gosto pessoal de quem está nos bastidores do Vida Maravilha, sem pretensões a ser tida como a lista de alguém especialista, mas apenas de alguém interessado na nossa cultura.

CINEMA
Sweeney Todd – O Terrível Barbeiro de Fleet Street – um musical espectacular que conseguiu conquistar mesmo quem não é adepto do género. Com o incomparável Jonnhy Depp
No Vale de Elah – uma história profundamente humana
Sedução, Conspiração – filme de época, com cenário a oriente, com um fecho memorável
Duas irmãs, um rei – uma grande história
Este país não é para Velhos – não foi o vencedor dos Óscares por mero acaso…
Juno – uma comédia brilhante para adultos de corpo e coração
Hancock – entre super heróis, definitivamente bem disposto e com a marca de Will Smith
Wall-E – o melhor do ano em animação e uma enorme lição de vida para os humanos
A Arte de Roubar – um filme arrojado made in Portugal, mas falado em inglês
Ensaio sobre a Cegueira – a adaptação fiel de um dos melhores livros de José Saramago

ESPECTÁCULOS
Cabaret – Diogo Infante trouxe a Lisboa um dos maiores musicais de sempre, num espectáculo com um elenco belíssimo e muito bem conseguido
Cirque du Soleil – a maior companhia do mundo montou tenda pela primeira vez nesta Primavera em Portugal
Cavalia – um espectáculo memorável onde as principais estrelas têm quatro patas

TEATRO
A Ronda Nocturna – a desgraça das relações familiares, levado ao palco do Teatro Maria Matos
Navalha na Carne – é um clássico e voltou a brilhar com Cláudia Semedo, num trio coeso, em Algés

domingo, 28 de dezembro de 2008

O que há neste fim-de-semana? e nos próximos dias...


Com o Natal passado há que pensar em viver o último fim-de-semana de 2008 da melhor maneira. Desta vez, as sugestões do Vida Maravilha ultrapassam os dois dias de descanso habituais, não só porque há coisas que justificam, como em semana de festa não há propriamente melhor dia para sair do que outro.
ESTREIAS DE CINEMA
Austrália – Alvaláxia, Amoreiras, Campo Pequeno, Colombo, El Corte Inglés, Londres, Monumental, Saldanha Residence, Vasco da Gama, Alegro, Beloura, CascaiShopping, Cascais Villa, Dolce Vita Miraflores, Feira Nova Mem Martins, LoureShopping, Odivelas Parque e Oeiras Parque
Sim! (na foto e com comentário publicado) – Alvaláxia, Campo Pequeno, Colombo, El Corte Inglés, Saldanha Residence, Vasco da Gama, Alegro, Beloura, CascaiShopping, Cascais Villa, LoureShopping, Odivelas Parque e Oeiras Parque
Os Três Macacos – King e Monumental
ESPECTÁCULOS
Quebra Nozes, terça-feira, dia 30, no Coliseu dos Recreios. É um dos espectáculos que mais transpira a Natal e num ano ou noutro acaba sempre por fazer parte de uma saída em família. Bilhetes entre os 10 e 45 euros.
“Branca de Neve”, no CCB. A reinvenção da história clássica do universo literário infantil, desta vez pela mão da moderna companhia de ballet contemporâneo do coreografo francês Angelin Preljocaj. Dias 27 (21 horas), 28 (17 horas) e 29 (21 horas). Bilhetes de 10 a 20 euros.
CRIANÇAS
Até 4 de Janeiro é obrigatório levar a criançada até Óbidos Vila Natal. Um espaço decorado a preceito para celebrar a quadra e com inúmeras actividades para os pequenos.

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL


A todos os leitores do Vida Maravilha aqui fica o desejo de um Feliz Natal, cheio de sentimento e muito calor em casa na companhia dos que mais amam. No sapatinho, pois que o Pai Natal se encarregue de trazer muitos bons livros, filmes, concertos e espectáculos para fazer de 2009 um ano em grande. A todos um enorme bem haja pelas visitas e pelo apoio. Vamos continuando aqui! (Pois que não podia deixar de ser: a maior estrela cá do sítio é a minha mais-que-tudo, aqui representada pelo pé!)

Rui Veloso em Lisboa no Dia de Natal


Para quem quer fugir à rotina ou simplesmente acabar em beleza o Dia de Natal, é bom saber que o Arena Lounge do Casino Lisboa acolhe na noite de 25 um concerto de Rui Veloso. O músico nortenho está assim no Dia de Natal em Lisboa para presentear os fãs com as suas mais emblemáticas canções. “Chico Fininho”, “Lado Lunar”, “Porto Covo” ou “Paixão” são clássicos que não vão faltar em mais uma noite intimista com o pai do Rock Português. O concerto começa pelas 22h30 e a entrada é gratuita. Fica a dica para quem já não tem família lá por casa!

“Casamento em Dose dupla” a primeira comédia de 2009


O nome de Diane Keaton traz à lembrança um das comédias românticas mais bem sucedidas dos últimos anos, capaz inclusivamente de conquistar os mais acérrimos e exigentes críticos de cinema que normalmente não são fãs de filmes cómicos. Falo de “Alguém tem que ceder”, onde a actriz brilhou ao lado de Jack Nicholson. Agora, Diane Keaton está de volta ao grande ecrã e com um papel de mãe tonta e atabalhoada que não mede distâncias e mete-se em tudo e, sobretudo, na vida do filho. “Casamento em dose dupla” conta com o bom desempenho desta actriz, que chega mesmo a aborrecer de tão inconveniente e neurótica, mas não tem um argumento de tal maneira forte que faça dele uma excelente comédia. É acima de tudo um filme para ver em DVD, em casa. Não tem grandes efeitos, nem uma história empolgante o quanto baste para valer a ida ao cinema. No centro da história está um jovem rapaz na casa dos 30 que ao mesmo tempo que perde o emprego, vê a sua vida ser invadida pela mãe que se muda com cães e malas para a sua casa depois de uma discussão com o marido. Como se isso não fosse suficiente, a mulher quer a todo o custo engravidar e, entre calendários de fertilidade não há romantismo que aguente. A estreia é dia 1 de Janeiro.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

O que há neste fim-de-semana?



Mesmo com a azáfama das compras a tomar conta dos espíritos, há que ceder a tentação e alimentar bem a alma. Nada como sair um bocadinho e ver o que por aí anda. E mais importante que tudo: leve os miúdos. Esta época é deles. Ora espreite.
ESTREIAS DE CINEMA
Mulheres – Alvaláxia, Amoreiras, Colombo, El Corte Inglés, Londres, Saldanha Residence, Alegro, Beloura, Cascais Villa e LoureShopping
A Lenda de Despereaux (na foto) – Alvaláxia, Amoreiras, Campo Pequeno, Colombo, El Corte Inglés, Vasco da Gama, Alegro, Beloura, CascaiShopping, Cascais Villa, Dolce Vita, Feira Nova Mem Martins, Odivelas Parque e Oeiras Parque
Filho de Rambow – Um novo Herói – Alvaláxia, Amoreiras, Colombo e CascaiShopping
O Silêncio de Lorna – King e Monumental
Caos Calmo – El Corte Inglés
MÚSICA
“Morangos Live” é o concerto que vai animar os pré-adolescentes e jovens nestas férias de Natal, no sábado, no Pavilhão Atlântico. Ao palco sobem as bandas que nasceram na série juvenil da TVI, como os D'ZRT, os 4Taste ou as Just Girls. Bilhetes entre os 9,50 e 17,50 euros.
CRIANÇAS
O Teatroesfera, em Monte Abraão estreia neste fim-de-semana, mais um espectáculo infantil que só regressará à cena posteriormente em Fevereiro. No mês de Janeiro, a companhia desloca-se às escolas para o apresentar. “Achtung” é um espectáculo de Clown da autoria de Ana Piu e Paula Sousa. Para ver no sábado, pelas 16 horas, e no domingo, às 11 horas.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

“Sete Vidas” é grande



Não fosse o facto de estrear a 8 de Janeiro, gritava aqui que “Sete Vidas” é um dos maiores filmes deste 2008. Como não, guardo aqui num compartimento qualquer do meu cérebro a lembrança de dizer isto daqui a um ano. Há filmes que são bons, outros que nos dispõem bem, outros de que gostamos no momento, mas que passadas uma semanas já nem nos lembramos bem do argumento, para além dos que são maus e muito maus, porque também os há. “Sete Vidas” pertence à categoria de filmes que nos tocam, que nos tocam profundamente e que por isso vamos sempre gostar e, de certeza, não vamos esquecer. Foi dos filmes que vi, nos últimos tempos que mais me surpreendeu. Tive oportunidade de o ver hoje em visionamento de imprensa e por isso, mesmo com três semanas de distância da estreia nos cinemas nacionais, alerto já: não percam. Do realizador italiano Gabriele Muccino, o mesmo que assinou “Em busca da Felicidade”, estreado em Fevereiro do ano passado em Portugal, “Sete Vidas”, tal como “Em Busca da Felicidade” volta a ser protagonizado por Will Smith, que cada vez mais se assume como um actor a ter em conta. Longe daquele registo cómico que Will Smith nos foi habituando há uns anos, em “Sete Vidas” o actor interpreta um homem profundamente sentido com vida. Não está revoltado. Não é um ser mal disposto. Sente-se culpado por um acidente e está determinado em remediar as coisas, à sua maneira e, sem dúvida, de uma forma muito comovente e bela. É um filme profundo. Uma história que faz todo o sentido. Um filme que passa mais do que uma mensagem e que, mesmo sabendo deste o primeiro minuto como acaba, queremos a todo o custo que a história sofra uma reviravolta qualquer. Mas é por ser assim que “Sete Vidas” é tão grande. Será preciso ainda dizer que o Vida Maravilha recomenda-o? É obrigatório.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

“A Verdadeira Treta” - última semana



Toni e Zezé, que é como quem diz, António Feio e José Pedro Gomes estão prestes a sair de cena, no Auditório dos Oceanos, com “A Verdadeira Treta”. O espectáculo estreou em Setembro e fez regressar uma das maiores duplas de humor aos palcos, num espectáculo com disparates do principio ao fim. A crise, os professores, o livro “O segredo”, as operações plásticas e, claro, o dinheiro, são os grandes eixos desta divertida e saudável comédia. Quem ainda não conseguiu ver, pois apresse-se, é imperdível, e está no Casino Lisboa, até dia 21, de terça-feira a sábado, às 22 horas, e domingo, pelas 17 horas. Bilhetes de 18 e 20 euros. Depois de Lisboa, o espectáculo segue em digressão nacional e em Fevereiro passa pelo Coliseu do Porto.

É tempo de ir ao Circo


Quem tem gente miúda em casa não pode falhar uma das maiores tradições desta quadra natalícia: a ida ao Circo. Na grande Lisboa há cinco alternativas: Circo Internacional Aéreo, no Passeio Marítimo de Algés, Circo Cardinali, no Parque Tejo, Circo Chen, no Parque das Nações, Circo Walter Dias, no Parque da Bela Vista e o emblemático circo do Coliseu dos Recreios. Falei com todas as companhias e em todas à “grandes atracções”, mas apenas ainda assisti ao Circo de Victor Hugo Cardinali, no Parque Tejo. Acompanhada de gente miúda, pois claro, que verdadeiramente apreciou o espectáculo, posso dizer que quando tudo acabou só ouvi dizer: maaiis! Não que seja grande apreciadora de Circo, porque de facto não sou, posso dizer que Victor Hugo Cardinalli tem um bom espectáculo e, mais importante que tudo, deixa os miúdos boquiabertos. E o que seria do Natal sem esse entusiasmo dos pequenos? Fica por isso a sugestão. É tempo disso: vão ao circo!

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

“Yes Man” faz regressar Jim Carrey em grande estilo


A data de estreia é dia 25 de Dezembro e não há dúvida que se o objectivo é dar alegria à quadra, o novo filme protagonizado por Jim Carrey consegue. O actor que nos recordamos de “A Máscara” ou o massacrante “Melga” está de volta, mas com uma comédia, que embora contenha caretas, como só ele sabe fazer, diverte mesmo. É talvez um dos filmes mais divertidos dele e nada tem a ver com a quadra. “Yes Man” tem tradução para o simples “Sim!” em Portugal, e mostra-nos um homem destroçado, com um casamento acabado há três anos, mas que nem por isso consegue esquecer, com um emprego que está longe de poder chamar-se carreira profissional, muito menos de sucesso, e com os amigos cada vez mais distantes. Em causa, o isolamento gratuito dele. Finge-se ocupado e engana-se a ele próprio para recusar os convites de tudo e todos, até bater no fundo. É aí que resolve seguir o conselho de um conhecido que lhe fala numa doutrina: a filosofia de dizer sim à vida. Levado pelo exagero, Carl decide que não pode dizer não a nada e a verdade é que lhe acontecem as mais estapafúrdias coisas que se podem imaginar quando recusa algo. Mas, a bem da verdade, é por dizer sim aos mais improváveis assuntos que a vida dele sofre uma reviravolta. Com passagens verdadeiramente hilariantes, “Yes man” gera grandes gargalhadas e incentiva o público a ter uma atitude positiva perante a vida... mas sem exageros!! Quem quiser divertir-se no cinema neste Natal pode seguir o exemplo e dizer “sim”! É uma hora e meia de boa disposição. O Vida Maravilha já viu e recomenda.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

“Batman – O Cavaleiro das Trevas” já em DVD



Já chegou oficialmente ao mercado de DVD o último “Batman”, que fez furor este ano nos cinemas do mundo inteiro. “O cavaleiro das Trevas” foi o último trabalho de malogrado Heath Ledger, numa excelente interpretação de Joker, que os críticos e público dos demais países aplaudiram de pé e que por sinal já lhe valeu a nomeação para o Globo de Ouro para Melhor Actor Secundário. Este último episódio do herói morcego foi considerado pelos fãs como um dos melhores de sempre e sem dúvida alguma o melhor da última temporada. Por isso, atenção a quem não viu no cinema, a partir de hoje já o pode adquirir em DVD. A distribuição é da Castelo Lopes Multimedia.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Alentejo 'sobe' até Lisboa



Até sábado, dia 13, a zona do Terreiro do Paço, está vestida com os tons do Alentejo, numa semana especial que pretende mostrar a lisboetas e demais turistas os encantos a Sul. No Lisboa Welcom Center, mesmo junto à Câmara Municipal de Lisboa, pode apreciar-se artesanato, deste os famosos Tapetes de Arraiolos à típica olaria alentejana. Para além disso, no conceituado e requintado restaurante Terreiro do Paço, do chef Vitor Sobral, pode experimentar-se a deliciosa gastronomia alentejana em pratos confeccionados pelo chef Júlio Vintém, do Restaurante Tomba Lobos, em Portalegre. É pois uma maneira de viajar, sem no entanto sair de Lisboa e quem sabe encontrar aquele presente diferente do habitual...

O que há neste fim-de-semana?





No cinema, neste fim-de-semana só se registam duas estreias, mas uma delas vai com certeza conquistar a pequenada. A sétima arte é aliás transposta para o Pavilhão Atlântico, para actores de carne e osso que cantam e reinventam um dos últimos êxitos do universo Disney, sob o fascínio do gelo. Neste roteiro, ainda que o concerto aconteça só na segunda-feira, destaca-se o concerto de Raquel Tavares, porque é um nome que merece, e como não poderia deixar de ser, a apresentação ao vivo do maior humorista português.
ESTREIAS DE CINEMA
Bolt (na foto) – Alvaláxia, Amoreiras, Campo Pequeno, Colombo, El Corte Inglés, Fonte Nova, Nimas, Saldanha Residence, Vasco da Gama, Beloura, CascaiShopping, Dolce Vita Miraflores, Feira Nova Mem Martins, LoureShopping, Odivelas Parque e Oeiras Parque
O dia em que a Terra Parou – Alvaláxia, Amoreiras, Campo Pequeno, Colombo, El Corte Inglés, Monumental, Vasco da Gama, Atlântida Cine, Beloura, Cascais Villa, CascaiShopping, Feira Nova Mem Martins, LoureShopping, Odivelas Parque e Oeiras Parque
ESPECTÁCULOS
Herman José apresenta “O Tal Natal”, no Teatro Tivoli, neste sábado, dia 13, pelas 21h30. O humorista apresenta-se ao vivo com a orquestra de Pedro Duarte, músico que há muito tem grande cumplicidade com Herman e juntos vão partilhar confidências e muitas histórias que de certo vão gerar gargalhadas. São duas horas de stand up, como a imitação e recriação de muitas personagens carismáticas.
MÚSICA
Raquel Tavares, fadista da nova geração que conquistou o público pela simplicidade, voz e simpatia, está na próxima segunda-feira, no Fórum Municipal de Lisboa, com um espectáculo ao vivo de forte componente cénica. Em palco, a fadista, apelidada até de Nova Severa, vai recriar o ambiente típico de uma casa de fados. Começa às 21h30. Bilhetes de 10 a 20 euros.
CRIANÇAS
High School Musical – The Ice Tour, sábado e domingo, dias 13 e 14, no Pavilhão Atlântico. O mais recente êxito da Disney está em Lisboa neste fim-de-semana, num espectáculo animado sobre o gelo. No sábado, as sessões, são às 11, 16 e 20h30, e no domingo, pelas 11 e 16 horas. Bilhetes de 17 a 40 euros.

Parabéns Manoel de Oliveira

O mais antigo realizador em actividade em todo o mundo é português, chama-se Manoel de Oliveira e completa hoje um Século de Vida. Com uma vitalidade fora do comum, o cineasta celebra a data precisamente a gravar e já anunciou mais projectos para o próximo ano. O Vida Maravilha não podia nem quer deixar passar em branco esta data memorável e deixa aqui os mais sinceros Parabéns a Manoel de Oliveira, do tamanho de um século de existência. Bem Haja.
Neste dia de aniversário, quem quiser conhecer um pouco melhor a obra do mestre pode ver na RTP a estreia em televisão de "Cristóvão Colombo - O Enigma" e também o documentário sobre a vida e obra do realizador "Manoel de Oliveira, O Caso Dele".

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Histórias “Ao Contrário” reinventam heróis



Porque não há uma sem duas nem duas sem três, eis que volto ao universo infantil para dar a conhecer o novo livro e CD “Ao Contrário”, à venda em exclusivo nas lojas Fnac. Da autoria de Madalena Correia de Matos, com ilustrações de Sílvia Lézico e com temas compostos e cantados em CD por Loto, este Livro e CD reinventa histórias, fazendo dos antigos frágeis os novos heróis. Pois que aqui encontramos uma princesa capaz de salvar o príncipe encantado de um bando de maus (ver foto). Também encontramos um elefante elegante, um burro muito esperto e um urso polar que por ter medo de congelar quer voar e viver na praia, mais perto do sol. São histórias divertidas, contadas de forma diferente, mas que no fundo mostram às crianças como todos podemos conviver com essas mesmas diferenças. Porque é a brincar e a cantar que mais se aprende, não podia deixar de assinar aqui o testemunho de quem já ouviu e gostou. O CD e Livro é dirigido especialmente a crianças entre os 4 e os 8 anos, mas acreditem que os mais pequeninos também gostam. Palavra de mãe! A edição é da Lemon e o preço é de 14,30 euros.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

“O Livro do Natal” - com todas as histórias à mistura



Autor recomendado pelo Plano Nacional de Leitura – Ler+, José Jorge Letria apresenta neste Dezembro “O Livro do Natal”, uma preciosidade para os mais pequeninos que consegue de forma lúdica e divertida contar todas as histórias associadas ao Natal, sem recorrer a ideias feitas ou contos tradicionais anteriormente contados. De duas em duas páginas e com divertidas ilustrações de Afonso Cruz, José Jorge Letria conta a história do Menino Jesus e do presépio, dando voz a cada uma das personagens que compõem o quadro. Até o Menino Jesus tem direito a expressar o que sente quando se vê rodeado de tantas pessoas mal acaba de chegar ao mundo. Os animais fala, os Reis Magos falam, e sempre tudo é contado em verso. E seguindo a estrela de Belém, não é que Baltazar, Belchior e Gaspar encontram o Pai Natal. Sim, o simpático velhote das prendas que também se orienta por uma estrela, mas desta feita polar. Pertencem a histórias diferentes, sim senhor, com diferentes simbolismos, mas tudo representa o Natal. Assim como também os presentes, as árvores de Natal, as festas em casa ou na Escola. Tudo faz parte e na medida certa tudo pode conviver alegremente. A prova está aqui. Para descobrir neste Natal. A edição é da Oficina do Livro.

Histórias do Presidente da AMI


Acabou de chegar à minha mesa de trabalhos e já me conquistou. “Histórias que contei aos meus filhos” de Fernando Nobre, o presidente da AMI – Assistência Médica Internacional, é um livro para gente pequena com valores que toda a gente grande deveria ter. O conhecido médico, que ainda recentemente no programa da RTP1 que tentou apurar “Os grandes Portugueses” conquistou o 25º lugar, transporta para o universo infantil as muitas histórias tocantes que foi vivendo nas inúmeras missões humanitárias em que participou. Haverá melhores testemunhos do que estes de homem que já viu tanto sofrimento pelo mundo e que em troca de nada dá tudo pelo bem estar dos outros. O livro,de apenas 52 páginas e com ilustrações de Sandra Serra, é composto por seis histórias: “O urso, o macaquinho e o colibri”, “O menino pescador e o golfinho”, “A princesa viajante e o velho rei”, “O macaco Albino”, “Idris” e “O Nababo vaidoso”. A edição é da Oficina do Livro e tem o preço recomendado de 12,50 euros. Aqui fica como sugestão de Natal.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

"Amália"... só mais um pequeno grande pormenor

Pegando no que disse anteriormente, há que completar os números gordos do "Amália, o Filme" com mais esta informação que aguça de certo o apetite para ir ao cinema. Este é o filme mais caro da história do cinema português, com um orçamento de três milhões de euros. É obra...

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Só pelos números... “Amália” já está de parabéns



O Filme que conta a história da maior personalidade portuguesa do mundo da música, “Amália”, estreia hoje em 66 salas e segundo o próprio realizador, Carlos Coelho da Silva, que pude ouvir hoje de manhã numa entrevista, já há várias sessões esgotadas. O que pode querer dizer que este novo filme português pode muito bem via a bater todos os recordes de bilheteira registados no que respeita à produção nacional. Curiosamente, o filme português mais visto até agora é “O Crime do padre Amaro” do mesmo realizador... caso para dizer que a acontecer um novo recorde, Carlos Coelho da Silva supera-se a si mesmo! Só pela quantidade de salas a estrear, “Amália” já merece os parabéns... e o cinema português também.

O que há neste fim-de-semana?



Apesar de começar a habitual azáfama das compras de Natal, este fim-de-semana é especialmente rico em motivos para não ceder ao consumismo e alimentar a alma com boas coisas para ver e escutar. No cinema, o maior destaque recai sobre o filme que retrata a vida da nossa maior diva nacional: a grande Amália. Para os mais novos, a alegria diária da RTP2 muda-se em peso para o Pavilhão Atlântico e isso merece ser acompanhado de perto!
ESTREIAS DE CINEMA
Amália, O Filme – Alvaláxia, Amoreiras, Campo Pequeno, Colombo, El Corte Inglés, Fonte Nova, Londres, Monumental, Vasco da Gama, Alegro, Beloura, Cascais Villa, Cascaishopping, Dolce Vita Miraflores, Feira Nova Mem Martins, LoureShopping, Odivelas Parque e Oeiras Parque
Uns sogros de Fugir – Alvaláxia, Campo Pequeno, Colombo, El Corte Inglés, Alegro e LoureShopping
Crepúsculo – Alvaláxia, Amoreiras, Campo Pequeno, Colombo, El Corte Inglés, Saldanha Residence, Vasco da Gama, Alegro, Beloura, CascaiShopping, LoureShopping, Odivelas Parque e Oeiras Parque
Fome – Monumental
Eu Quero Ver - King
ESPECTÁCULOS
Com Lisboa já completamente rendida à quadra natalícia, o primeiro fim-de-semana de Dezembro fica marcado no Coliseu dos Recreios pela presença do Coro, Ballet e Orquestra do Exército Russo de S. Petersburgo. Com um cenário imponente e vestidos a rigor, uma centena de artistas interpretam canções populares russas acompanhadas de excelentes coreografias. Para ver sexta-feira, dia 5, pelas 21h30. Bilhetes de 35 e 45 euros.
CRIANÇAS
Zig Zag ao vivo (na foto), este sábado e domingo, no Pavilhão Atlântico. Com apresentação de Pedro Leitão, este musical infantil reúne estrelas que o público de palmo meio tão bem conhece das manhãs da RTP. São elas: o Ruca, o Noddy, o Carteiro Paulo, e a Dora a Exploradora entre muitos outros. Os bilhetes vão dos 15 aos 25 euros.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Lili Caneças estreia-se hoje no teatro



Enquanto jornalista, posso dizer que conhecer e conversar com a mediática rainha do Jet 7 nacional revelou-se uma enorme surpresa. Habituamo-nos a rotular as pessoas, com o que vamos lendo nas revistas cor-de-rosa, que muitas vezes, de rosa têm pouco. A ideia de fútil que podia associar a Lili Caneças desvaneceu-se completamente na semana passada quando a entrevistei nos ensaios de “Doce Pássaro da Juventude”, a peça que estreia hoje no Teatro Mirita Casimiro, no Estoril, pela mão do Teatro Multiculturas. A encenação é de Thiago Justino, actor brasileiro que há muito nos habituámos a ver por cá e que tem-se revelado como um valor maior no nosso teatro. O texto é conhecido de todos. Escrito por Tennessee Williams fala na obsessão da imagem na vida urbana actual, no prolongar da juventude para além do que é razoável, e porque não dizê-lo, elegante. Lili Caneças tem o papel principal: o de uma actriz em decadência que acredita ainda ser possível brilhar. A socialite não teme pontes entre a ficção e a realidade e sem pretensões a ser a partir de agora vista como actriz, Lili Caneças quer apenas transmitir a mensagem: nunca é tarde de mais para concretizar um sonho. Uma mensagem que subscrevo. Pelo que já tive oportunidade de ver, pelo tema, por tudo e principalmente pela surpresa e lição de vida, o Vida Maravilha recomenda este espectáculo. Vai estar em cena só até dia 14 deste mês, voltando para uma digressão nacional no início de 2009. Até lá pode ver-se de terça-feira a sábado, pelas 21h30 e domingo, às 16 horas.

E há 64 anos nascia...

António Variações!
Sem dúvida um dos maiores nomes da música portuguesa, com composições tão incontornáveis como "É p'rá manhã" ou "O Corpo é que Paga". O nome de baptismo é António Joaquim Rodrigues Ribeiro e quase que podíamos dizer que mais português não podia ser, mas a sua alma era do mundo e não cabia neste cantinho. Por isso mesmo ainda hoje anda na boca de todos. O Vida Maravilha não podia deixar passar a data sem deixar uns enormes Parabéns, esteja ele onde estiver!

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

La Féria estreia “West Side Story”



Com actores que há muito o acompanham como Carlos Quintas, Anabela e Lúcia Moniz (que partilhou com Anabela o papel de “Maria” no anterior “Música no Coração”, Filipe La Féria estreia hoje à noite “West Side Story – Amor sem Barreiras”, no Teatro Politeama. Em conversa com o conhecido encenador, fiquei a saber que este é o seu projecto mais arrojado e difícil de sempre. A equipa ronda os 160 elementos, entre actores, bailarinos e técnicos e conta com muitos jovens talentos que prometem causar furor. Quem gosta de musicais, pode começar a pensar em fazer a reserva, até porque já há muitas sessões esgotadas. A história é conhecida de todos e coloca um Romeu e Julieta, nos tempos modernos no meio de desavenças de gangs de diferentes raças da Nova Iorque multicultural. Para ver de terça-feira a sábado, às 21h30, e sábados, domingos e feriados, às 17 horas. Bilhetes entre os 15 e 35 euros.

Wall-E em DVD a partir de hoje



Chega hoje ao mercado português de DVD o filme “Wall-E” da Disney que no Verão conquistou miúdos e graúdos com a história simples e ecológica sobre os problemas que o excesso de lixo pode causar. O filme mostra uma autêntica cidade de entulho, mas também personagens ternurentas que sabem muito bem o que fazer àqueles desperdícios absurdos. Uma critica feroz ao nosso consumismo, feita pelos mesmos criadores de “Ratatui” ou “À Procura de Nemo”, só por si um selo de qualidade. A acção passa-se em 2700, ou seja num amanhã bem próximo, onde por falta de espaço os humanos são obrigados a viver no espaço em colónias tecnológicas onde tudo é feito de forma mecânica: até o acto simples de comer. Resultado: homens e mulheres assemelham-se a autênticos balões que até a capacidade de andar já perderam. São os excessos... dá que pensar! Agora em DVD e quem sabe num sapatinho daqui a dias.

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

“Gugui, o Dragão Azul” - O Livro solidário de Margarida Rebelo Pinto



O público habituou-se a chamar-lhe de escritora Pop ou Light. Os seus livros falam principalmente do presente e retratam a vida tal como ela é para muitos casais, já que o amor é a bse de todas as suas histórias. Light ou não, os livros de Margarida Rebelo Pinto são mediáticos e costumam bater records de venda. Neste final de ano há um motivo acrescido para voltar a falar da literatura de Margarida Rebelo Pinto. A autora de “Não há Coincidências”, talvez o seu título mais conhecido, apresenta agora em registo infantil “Gugui, o Dragão Azul”. O livro está enriquecido com as sempre simpáticas ilustrações de Carla Nazareth, que já participou em muitos outros livros da Oficina do Livro e conta a história daquele Dragão, de que fala o título, mas sobretudo de Carlota. Uma princesa que não gosta de ser princesa. Ao fim de vários anos de 'cativeiro' num Castelo com todas as mordomias, um dia sai e torna-se livre, vivendo feliz para sempre num apartamento em Lisboa, sem mesas compridas ou tectos altos de enormes e brilhantes lustres pendentes. Vive como professora e encontra a felicidade nas mais simples coisas da vida. Não deveríamos todos ser assim? Esta é a segunda vez que Margarida Rebelo Pinto mergulha no universo das crianças, depois de “A Rapariga que perdeu o coração”, também da Oficina do Livro. O “Gugui, o Dragão Azul” tem a particularidade de assumir uma acção de solidariedade social, já que os direitos do livro revertem a favor da Associação Acreditar. O preço (da editora) é de 12,50 euros.

O que há neste fim-de-semana?


Com duas estreias fortes nas salas de cinema, com especial destaque para uma dirigida em mais concretamente ao público de palmo e meio, há mais motivos para sair de casa neste fim-de-semana. A música portuguesa continua em evidência e mais uma vez as crianças têm um espectáculo só para elas, com contornos especiais este sábado e domingo. Desta vez com mais tempo, por ser fim-de-semana prolongado, sugere-se ainda uma ida às compras, mas para gastar pouco dinheiro...
ESTREIAS DE CINEMA
Madagáscar 2 (na foto)– Alvaláxia, Amoreiras, Campo Pequeno, Colombo, Dolce Vita Miraflores, El Corte Inglés, Fonte Nova, Londres, Monumental, Vasco da Gama, Alegro, Atlântida Cine, Beloura, CascaiShopping, Cascais Villa, Feira Nova Mem Martins, LoureShopping, Odivelas Parque e Oeiras Parque
O Sorriso das Estrelas – Alvaláxia, Campo Pequeno, Colombo, El Corte Inglés, Londres, Saldanha Residence, Vasco da Gama, Alegro, CascaiShopping, Cascais Villa, LoureShopping e Oeiras Parque
Bangkok Dangerous – O Perigo Espreita – Alvaláxia, Campo Pequeno, Colombo, El Corte Inglés, Alegro, Beloura, LoureShopping e Odivelas Parque
Quatro Noites com Anna – King e Monumental
MÚSICA
Carlos do Carmo celebra 45 anos de carreira no Pavilhão Atlântico, neste sábado, dia 29, a partir das 22 horas. Ao seu lado, vai ter grandes nomes do fado nacional, como os incontornáveis Mariza, Camané, Carminho, Maria Berasarte, Gil do Carmo, Bernardo Sassetti e a Orquestra Sinfonietta de Lisboa. A receita deste concerto reverte a favor da “Voz do Operário”. Bilhetes de 12,50 a 50 euros.
COMPRAS
Este é mais um fim-de-semana, de StockMarket na Fundição de Oeiras. Com um preview, na sexta, dia 28, entre as 17 e as 22 horas, com entradas de 20 euros, mas que asseguram muito mais peças e menos gente nas escolhas, esta feira de preços baixos não só de roupa, como de calçado, livros e discos até, está aberta sábado, domingo e segunda, entre as 10 e as 20 horas, com entradas a 4 euros, e bilhetes especiais de 2 euros na Happy Hour, entre as 18 e as 20 horas. Quem sabe se não encontra ali as melhores prendas de Natal a preços reduzidos!
CRIANÇAS
As Aventuras de Puck, o Duende”, estreia neste sábado, dia 29, na Quinta da Regaleira. Trata-se de mais uma produção dos Teatro Tapafuros que, por celebrar 18 anos, oferece as entradas gratuitas para este espectáculo só neste fim-de-semana. Para ver, sábado, às 16 horas, e domingo, pelas 11h30.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Curso de cozinha de Natal... no Dom Pepe



Quem me conhece sabe que gosto de listas. Defeito ou feitio, sou assim. Chego ao inicio de cada ano estabeleço metas para os 12 meses que se seguem. Mas são listas para cumprir à risca, apesar de haver sempre pontos que passam de um ano para o outro. Um desses que já vem de outros anos, mas que esta semana concretizei foi o de fazer um curso de cozinha. Curso ou workshop, porque, foi apenas uma manhã de aprendizagem, mas garanto: fiquei cliente. De facto a culinária é uma arte e devemos aprender com quem sabe. No Restaurante Dom Pepe, na Parede, que todos os dias nos habituámos a ver quando passamos na Marginal, fazem-se cursos de cozinha internacional e nacional às segundas-feiras, desde o mês de Abril deste ano. Com vários especialistas nas diferentes cozinhas, encontramos lá, por exemplo, o Chef Silva ou Theodora Sarioglou, especialista em cozinha Grega e Venezuelana, país onde nasceu e onde viveu, respectivamente. Foi com esta profissional que experimentei o Curso de Receitas de Natal. Mas não foram umas receitas quaisquer. Na segunda-feira aprendi a fazer uma salada de galinha e um pão de fiambre (na tradução à letra) típicos da Venezuela e que são simplesmente deliciosos, para além de muito fáceis e rápidos de confeccionar. Como sobremesa, escolheu-se uma bolachas gregas de amêndoa, com formas de Natal que considero uma belíssima ideia para uma oferta aos amigos. Mais do que aprender a fazer novos pratos, neste curso, percebi como há coisas simples para fazer, mas que achamos sempre que são complicadas, para além de que com o que sobra daqui e dali podemos sempre fazer mais isto ou aquilo, se é que me faço entender. O Dom Pepe tem uma parceria com a Teleculinária e permite, por exemplo, comprar cheques-oferta, para deixar debaixo da árvore, por exemplo, de quem gosta de cozinha e quer aperfeiçoar a mão. Num ambiente muito descontraído, os cursos começam com duas horas de prática para continuarem depois com um almoço, ou jantar, onde os alunos comem e conversam sobre o que fizeram. Eu saí de lá com uma certeza: quero repetir. Podem saber datas e mais pormenores em http://www.restaurantedompepe.com/. Passem por lá!

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Se não podemos ir à praia, pois que mergulhemos no Oceanário


Há espaços que por mais tempo que passe e por mais vezes que se visite são sempre um local mágico para poder voltar e, sobretudo, poder levar a pequenada. É certo e sabido que o mar e a praia é um local que acalma e preenche a alma dos mais pequenitos, para não falar dos adultos que muitas vezes só encontram maneira de descontrair se tiverem os olhos postos no Oceano. Ora, se o frio do Inverno condiciona as idas ao areal, pois que o Oceanário se torna numa belíssima sugestão para passar uma tarde mergulhados entre peixes dos mais variados feitios e pesos. Pesos, sim! Porque a Garoupa gigante que por lá anda e o Peixe Lua de um tamanho completamente indescritível, muito maior que muitos da sua espécie que andam à solta no mar, deixam qualquer um de boca aberta. Um fenómeno curioso dentro do Oceanário é que acaba por não se perceber quem vibra mais, a pequenada ou os pais. Os adultos gritam aos mais novos para verem os pinguins a dar grandes mergulhos, ou as lontras a comer simpaticamente guardando a comida no peito enquanto se exibem para o público. Os miúdos batem nos vidros, querem ver os peixes grandes, mas também os pequeninos e aí, o Peixe Palhaço ou o Nemo, como pais e filhos identificam, é Rei e Senhor. Eles estão num aquário pequeno já quase à saída, porque se perderiam no Grande Tanque e ninguém os conseguia vislumbrar. É de facto inquietante pensar o poder que os filmes de animação e a Disney em particular têm. Olha-se para os outros pequenos aquários e, ou estão vazios ou são observados por escassos segundos, completamente de passagem. Chega-se ao do Peixe Palhaço e até se fazem filas de espera para ver, ficar, tirar fotografias e recordar o filme.
Porque o Natal está de facto à porta, é também bom saber que durante o mês de Dezembro, os pais podem deixar os filhos no Oceanário entregues a actividades pedagógicas, nas manhãs de sábado e feriados, entre 9 e as 13 horas. Para além de visitar a exposição, estas “Manhãs de Natal” incluem ateliês de artes plásticas e são sobretudo indicadas para crianças dos 4 aos 12 anos. O preço é de 20 euros, com entrada incluída, actividades, materiais, seguro e ainda uma lembrança. Fica a dica para quem precisa de tempo para fazer as compras de Natal sem a pequenada.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Piratas atacam em Belém...



Depois do Museu da Vila de Sintra (o das altas chaminés, para quem não sabe), agora é a vez do Forte do Bom Sucesso, junto à Torre de Belém ostentar a exposição “Piratas, os Ladrões do Mar”. É uma exposição pequena, mas que com as suas 60 peças conta a história da pirataria desde a altura dos Descobrimentos até aos dias de hoje. Sim, dias de hoje. Não é força de expressão. É real e ainda esta semana vieram a lume várias notícias de pirataria ao largo da Somália. Porque existem e sempre existiram Piratas e há histórias fantásticas em torno deles, que mais tarde vieram a ser adaptadas para o lado fantástico, muito pela mão da Disney, esta exposição ganha destaque entre a oferta cultural. Não é propriamente infantil, mas adequada a toda a família. 80 por cento das peças são originais e resultaram de escavações no mar, sobretudo no Caríbe. Através da exposição conseguimos perceber como actuavam os piratas, o que procuravam e como viviam depois. A exposição está patente até Maio do próximo ano e tem bilhetes de 5 euros, sendo que menores de 13 anos, estudantes e reformados, pagam apenas 3 euros, as escolas pagam 2,50 euros por aluno e as famílias (dois adultos e duas crianças) pagam um único bilhete de 10 euros. Um pretexto para entrar no Forte do Bom Sucesso, recuperado há 4 anos, mas que pouca gente conhece.

O Panda do Kung Fu – hoje em DVD



Um dos maiores filmes de animação deste ano, senão mesmo o maior, chega esta sexta-feira, dia 21, ao mercado em formato DVD. “ O Panda do Kung Fu”, que na versão original conta com as vozes de Jack Black, Jackie Chan, Dustin Hoffman e Angelina Jolie, entre outros, conta a história de Po, um preguiçoso Panda que sofre a bom sofrer para se tornar num grande e respeitado mestre de Kung Fu para salvar o Vale da Paz. Vai custar, mas ele vai conseguir! Dos mesmos criadores de “Shrek” e “Madagascar”, que só por isso é um excelente cartão de visita, este filme tem dobragem em português para poder chegar a qualquer elemento da família. Fica a sugestão, quem sabe, já para o Natal!

Puro campo em plena Lisboa

Começa nesta sexta-feira, dia 21 e estende-se pelo fim-de-semana inteiro o Mercado de Agricultura Biológica que vai ocupar o Torreão Poente do Terreiro do Paço. Para além de ser um local de mostra e venda de produtos biológicos, que encantam pelas suas cores, tamanhos e formas que nada têm que ver, na maior parte das vezes, com os produtos estandardizados, esta feira permite ainda a degustação aos clientes, para que estes percebam realmente a diferença. O mercado está aberto na sexta-feira das 12 às 22 horas, no sábado, das 10 às 22 horas e no domingo, das 10 às 18 horas. A entrada é livre.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

O que há neste fim-de-semana?



Neste fim-de-semana há uma estreia nas salas de cinema que promete chamar a si todas as atenções, com Leonardo DiCaprio a afirmar-se como actor maior. As crianças têm uma estreia no teatro e os mais crescidos podem ainda assistir às novas músicas de João Gil e optar pelo ballet clássico, tão recorrente nesta altura do ano.
ESTREIAS DE CINEMA
O Corpo da mentira (comentário publicado) – Alvaláxia, Amoreiras, Campo Pequeno, Colombo, El Corte Inglés, Saldanha Residence, Vasco da Gama, Alegro, Beloura, Cascais Villa, LoureShopping, Odivelas Parque e Oeiras Parque.
Wackness – À Deriva – Campo Pequeno, El Corte Inglés e Alegro
O Menino da Mamã - Colombo
A Fronteira do Amanhecer - King
ESPECTÁCULOS
Lago dos Cisnes, do Ballet Imperial Russo, no Coliseu dos Recreios, sexta e sábados, dias 21 e 22, pelas 21h30. Com a chegada da quadra natalícia, começam os tradicionais espectáculos de ballet clássico. Bilhetes de 20 a 37,50 euros.
MÚSICA
João Gil (na foto) apresenta nesta sexta-feira, dia 21, o espectáculo “2 Tempos”, no Centro Cultural Olga Cadaval,pelas 22 horas. Ao fim de 30 anos de carreira, o músico lança-se em nome próprio e a solo e neste espectáculo de apresentação do seu CD homónimo vai contar com a participação dos Shout, Sara Tavares e Ricardo Ribeiro. Bilhetes de 15 a 22,50 euros.
CRIANÇAS
“Os macacos a correr... e os meninos a aprender” é o nome da peça que o Intervalo Grupo de Teatro estreia neste fim-de-semana, no Auditório Municipal Lourdes Norberto, em Linda-a-Velha. A peça fica em cena até ao final do ano, aos sábados, pelas 16 horas, e domingos, às 11 horas.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

“A Palma e a Mão” de João Pedro Pais



A poucos dias de tocar no Casino Lisboa, no ciclo de concertos Arena Live, de entrada gratuita, João Pedro Pais acaba de lançar “A Palma e a Mão”. Um novo disco de originais, muito fiel ao seu jeito já instituído, com músicas que mais uma vez nos soam a familiar. Como se aquilo que nelas é dito fosse algo autobiográfico e ao mesmo tempo reflexo de todas as nossas vidas. Neste no CD, João Pedro pais aproveita para homenagear Jorge Palma, um dos músicos portugueses mais respeitados, com uma carta onde assume toda a sua admiração pelo músico e compositor a que nos habitámos a chamar de boémio ou bon vivant. Além disso, João Pedro Pais conta ainda com a participação de Zé Pedro dos Xutos e Pontapés, no tema “Palco de feras”. “A Palma e a Mão”, cujo o single com o mesmo nome promete ficar rapidamente no ouvido, assim como o “Um Volto Já”, surge quatro anos depois de “Tudo Bem”, editado em 2004, e “Lado a Lado” o disco que João Pedro Pais editou em parceria com Mafalda Veiga, no ano passado. A edição é da iPlay.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Chef Chakall de novo em aulas gratuitas

Os fãs da cozinha do chef Chakall podem contar com novas aulas de cozinha gratuita. Mais uma vez, o conhecido mestre argentino vai estar nos centros comerciais Amoreiras, em Lisboa, e no Oeiras Parque, até meio de Dezembro. Nas Amoreiras, os interessados podem ver e participar às quartas-feiras, dias 19 de Novembro, e 3, 10 e 17 de Dezembro, e no Oeiras Parque, às quintas-feiras, dias 20 de Novembro e 4 e 11 de Dezembro. Em ambos os casos, as aulas, em que o chef propõe uma entrada, um prato principal e uma sobremesa, acontecem sempre pelas 19 horas e os alunos podem experimentar o que confeccionaram. Pela proximidade das festas, os interessados descobrem ainda novas ideias para a consoada e Passagem de Ano, com a marca de criatividade e bom gosto de Chakall.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Há motivos para voltar ao Museu da Marioneta



Depois de alguns meses em obras, o Museu da Marioneta, no Convento das Bernardas, na Rua da Esperança, transversal à D. Carlos I, está de novo aberto e com mais e bons motivos para uma nova visita. Com novos espaço, o Museu apresenta agora uma exposição temporária denominada “O Regresso dos Animais” que comporta máscaras e marionetas do Mali, da colecção privada de Francisco Capelo. O coleccionador, depositou ainda uma enorme quantidade de outros exemplares, trazidos de paisagens tão distantes como Indonésia, o Vietnam ou o Sri Lanka (na foto). São verdadeiros testemunhos de costumes de todo o mundo que permite uma viagem ao Planeta sem sairmos de Lisboa. Ainda que com uma componente ligada às crianças, o Museu da Marioneta é dirigido a toda a população e o testemunho vivo de que esta arte é universal e não se destina apenas à infância. Ali, encontramos marionetas de todos os géneros e feitios, até marionetas de água que a maioria desconhece. Vale muito a pena. O Museu está aberto de terça-feira a domingo, das 10 às 13 e das 14 às 18 horas horas e é uma óptima sugestão para um passeio em família.

“Cabaret” (justamente) prolongado até Fevereiro



O Musical de Diogo Infante, do qual demos conta aqui aquando da estreia em Setembro último, no Teatro Maria Matos, vai permanecer em cena por mais dois meses que o previsto. Assim, ao contrário do anteriormente anunciado, a peça não sai de cartaz a 28 de Dezembro, mas sim a 15 de Fevereiro. Com Ana Lúcia Palminha como protagonista, depois de seleccionada na programa de TV “À procura de Sally”, num elenco fortíssimo onde encontramos Pedro Laginha, Henrique Feist e Isabel Ruth, em desempenhos verdadeiramente notáveis, este musical leva-nos até Berlim da época Nazi e encanta-nos profundamente. A história é belíssima e conhecida de quase todos, já que fez história na Broadway e sobretudo quando interpretada por Lisa Minelli. Em dez semanas de apresentações é notável a ocupação média de 95% em cada sessão, em que traduzido para números concretos aponta para 20 mil espectadores. Para quem ainda não viu fica o reforço de que não deve perder, porque é sem dúvida uma das maiores produções nacionais deste ano. Em cena, de quarta a sábado, às 21h30, e domingos às 17 horas.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Do CCB para o CD: o “Braço de Prata” de Tim


A um fim-de-semana da data oficial do lançamento do novo CD de Tim, “Braço de Prata”, (nas lojas segunda-feira, dia 17) posso garantir já que é um CD que vale muito a pena. Quem esteve no concerto de apresentação destas novas músicas, que a voz dos Xutos e Pontapés deu no passado dia 18 de Outubro e do qual eu dei conta aqui, pode ficar descansado que este é um registo fiel do que por lá se passou. Ou se calhar, podemos dizer o contrário. O que o Tim mostrou há um mês no CCB foi na integra e com o mesmo alinhamento (ainda que salpicado com outros temas fenomenais e apresentado inclusivamente no seu CD a solo anterior), aquilo que agora temos eternizado no álbum. Na altura disse que o concerto foi muito intimista e hoje depois de ouvido com a devida e justíssima atenção que ele merece digo que o CD é muito fiel à maneira de estar do músico na vida. Simples, com músicas bonitas, sentidas, o álbum “Braço de Prata” é para ouvir e ouvir muitas vezes, a sós ou acompanhados e percebermos um pouquinho mais quem é este excelente músico português. O CD começa com um música instrumental, homónima do álbum, e logo aí nos dá a perceber que o que lá vem é do fundo da alma de Tim. O Vida Maravilha recomenda.

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

O que há neste fim-de-semana?



Neste fim-de-semana de algumas estreias na sétima arte, mas que nem por isso são das mais felizes das últimas semanas, excepção feita a "Blindess", adaptado do "Ensaio sobre a cegueira" de José Saramago que merece o devido e justo destaque das estreias, o principal motivo de interesse do que fazer nos próximos dias recai sobre a Feira Bebés e Crianças que possibilita mais uma saída em família, com dicas preciosas para os pais e momentos divertidos para as gentes de palmo e meio. Além disso, quem gosta de ouvir e até mesmo cantarolar “Encosta-te a mim” ou “Deixa-me rir” não deve deixar de passar pelo Campo Pequeno.
ESTREIAS DE CINEMA
Ensaio sobre a Cegueira (comentário publicado e foto) – Alvaláxia, Amoreiras, Campo Pequeno, El Corte Inglés, Londres, Monumental, Vasco da Gama, Alegro, CascaiShopping e LoureShopping
A Dupla Face da Lei – Campo Pequeno, Colombo, Saldanha Residence, El Corte Inglés, Alegro, Beloura, CascaiShopping, LoureShopping e Odivelas Parque
Reviver o passado em Bridshead (comentário publicado) – Alvaláxia, El Corte Inglés, Saldanha Residence, Atlântida Cine, Cascais Villa e Oeiras Parque
Sobreviver com os Lobos - Amoreiras
MÚSICA
Jorge Palma, apresenta o “Último Metro” no Campo Pequeno, sexta-feira, dia 14, pelas 21h30. Mais uma oportunidade para ver e ouvir ao vivo um dos grandes nomes da nossa música: o sempre boémio e bem disposto Jorge Palma. Bilhetes entre os 20 e 35 euros.
CRIANÇAS
Feira Bebés e Crianças, no Parque Tejo, Parque das Nações, esta sexta-feira, sábado e domingo, dias 14, 15 e 16. para além de encontrar ali grandes e preciosas informações sobre escolas, actividades e conselhos pedagógicos para os mais pequenos, as próprias crianças divertem-se com personagens conhecidas, como o Panda, do canal infantil, ou com os muitos jogos previstos. A organização é da Terra Alternativa. Crianças até aos 12 anos não pagam.

Está aí mais uma Missão Sorriso



Com o espírito de natal cada vez mais enraizado, foi ontem apresentada mais uma edição da Missão Sorriso. A jovem Leopoldina de 6 anos (!) está de volta com novas músicas do “Mundo encantado dos brinquedos”. Há, à semelhança do ano passado duas possibilidades de ajudar: ou o jogo e CD de músicas ou o Relógio da Leopoldina, uma estreia nos artigos propostos. O dinheiro angariado, e é preciso ver que o jogo e CD têm o preço de 3 euros e os miúdos adoram, serve para entregar às unidades pediátricas de cada hospital na área de influência do Continente em que se fizer a compra. Porque estamos a falar de crianças, porque estamos a falar de problemas reais que um dia podem tocar de perto qualquer um de nós, aqui fica o reforço do apoio do Vida Maravilha. Custa muito pouco ajudar e vale muito a pena. Quem recebe o Jogo (que até tem conteúdo pedagógico e que chama a atenção para os problemas do ambiente e benefícios da reciclagem) e o CD ou mesmo o relógio fica deliciado. É garantido. Fica a sugestão de Natal.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

O Agente DiCaprio em “O Corpo da Mentira”



É um dos filmes grandes deste final do ano e há até quem fale que tem capacidade para ser chamado a uma das Estatuetas Douradas, na edição do próximo ano dos Óscares. “O Corpo da Mentira” estreia em Portugal na próxima quinta-feira, dia 20, e mostra um Leonard DiCaprio definitivamente maior. Há muito presença habitual em grandes e mediáticos filmes, DiCaprio é nesta história um persistente e cheio de bons princípios agente da CIA. Está no Médio Oriente, para descobrir uma célula perigosa da Al Qaeda e faz tudo por tudo para evitar derramar sangue, mas isso é o que acaba por não faltar neste filme de Ridley Scott, realizado a partir da obra escrita pelo jornalista David Ignatius, do Washington Post. O terrorismo e os ataques medonhos não só aos Estados Unidos mas a uma qualquer cidade europeia voltam assim a ser o mote para o cinema americano, mas desta vez mostrando um jogo de espiões e mesmo de poderes novo. Através do agente Ferris (DiCaprio), vemos como tudo é controlado a partir dos Estados Unidos, através de satélite e que uma coisa é o que os olhos no terreno vêem e sentem, outra, completamente diferente, é o controlo por imagem que os operacionais norte-americanos fazem no conforto do lar. Nos EUA encontramos Ed Hoffman, também numa óptima interpretação de Russell Crowe, um agente que vai tomando decisões, na maior parte das vezes sem comunicar a quem está no terreno. A ideia é que não se pode confiar em ninguém, mas a verdade é que isso muitas vezes prejudica. E aqui vai prejudicar. Permitindo-nos vislumbrar vários pedaços do mundo, esta história viaja para vários pontos do Médio Oriente, mas também para a Europa, este filme é extremamente realista e tem um momento final bastante tenso. Porque de facto não sabemos se o herói escapa ou não, porque poderá sempre ser transformado em mártir. Também não sou eu que vou desvendar. O filme merece ser visto.

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Vlcd - O cúmulo da pressa



Estreia na próxima quarta-feira, dia 12, a nova peça do Teatro Meridional “VLCD – Do Lugar onde estou já me fui embora”. Arrojado e completamente diferente àquilo que a companhia já nos apresentou, “VLCD”, que no fundo é uma maneira rápida de dizer Velocidade, ironiza através da arte de Clown a forma como nós humanos vivemos nos centros urbanos onde tudo é feito em plena correria. No palco estão quatro actores: Carla Maciel, Fernando Mota, Luciano Amarelo e Miguel Seabra que, sempre carregados de malas, andam apressadamente de um lado para o outro esbarrando vezes sem conta neste frenesim contra-relógio. No trabalho, na rua, em casa e até no amor, não há tempo a perder e não há melhor que fazer várias coisas ao mesmo tempo. Tudo é mecanizado, mas tudo é o perfeito retrato da nossa sociedade laboral. É engraçado revermo-nos no trânsito, por exemplo, a tamborilar no volante ou nas costas da cadeira da frente num qualquer transporte público e a darmos connosco em doido, porque estamos parados, alguns minutos do dia. Toda a peça sobrevive pelos gestos, não havendo diálogos. Não é um espectáculo de mímica, mas de Clown que nos apresenta tal como somos e vivemos na cidade. A peça tem encenação de Nuno Pino Custódio e está em cena até dia 21 de Dezembro, de quarta a sábado, às 22 horas, ou aos domingos, pelas 17 horas.
Fotografia de Margarida Dias, fornecida para imprensa.

Perder a inocência em Brideshead



Vive essencialmente da boa fotografia o filme “Reviver o Passado em Brideshead”, que junta no elenco Matthew Goode, Ben Whishaw, Hayley Atwell, Emma Thompson e Michael Gambon. O filme, passado na Europa antes Segunda Guerra Mundial, mostra um aspirante a pintor, de famílias modestas, mas não propriamente humildes, que chega à Universidade para tirar um Curso de Pintura e conhece colegas de manifestas classes superiores. É com um excêntrico amigo, filho de uma família muito abastada que parte em viagem para Brideshead. Sebastian é excêntrico e gay e demonstra-lhe logo à partida as suas intenções. Charles Ryder percebe o jogo desde o início e deixa-se levar, mas quando conhece a família do amigo, cai de amores pela sua irmã. O filme é longo e gira muito em torno da Igreja e do intenso fervor católico. É na maior parte do tempo u filme escuro, como também escuros são alguns temas... estreia na quinta-feira, dia 13.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Todos os caminhos vão dar à D. Pedro V

A partir de hoje e até domingo, quem gosta de passear por Lisboa pode deliciar-se com mais novidades da D. Pedro V, a Rua que liga o Bairro Alto ao Príncipe Real. Com horários alargados, os lojistas encarregaram-se de, mais uma vez, pôr aquela artéria na boca do povo, e oferecer boa disposição a quem por lá passar. As fachadas estão iluminadas, há música para ouvir e até petiscos para experimentar. Porque é um espaço público, tudo se pode ver e ouvir sem pagar nada. E já que todos dizem que o natal já está á porta, há sempre a possibilidade de fazer umas comprinhas a pensar já na quadra...

O que há neste fim-de-semana?



Esta semana há uma estreia de peso nas salas de cinema, com o regresso do Agente Secreto mais famoso do Mundo: James Bond, mas o Vida Maravilha chama a atenção também para o novo filme de Leonel Vieira: “A Arte de Roubar”. Pelas música também há bons motivos para sair de casa, mas este fim-de-semana, os grandes destaques recaem sobre os espectáculos infantis, de personagens deste e de outros tempos a unir as famílias, nos palcos mais mediáticos da capital.
ESTREIAS DE CINEMA
007 – Quantum of Solace (na foto) – Alvaláxia, Amoreiras, Campo Pequeno, Colombo, El Corte Inglés, Fonte Nova, Londres, Monumental, Saldanha Residence, Vasco da Gama, Alegro, Atlântida Cine, Beloura, Cascais Villa, CascaiShopping, Dolce Vita Miraflores, LoureShopping, Odivelas Parque e Oeiras Parque
A Arte de Roubar (comentário publicado) – Alvaláxia, Amoreiras, Campo Pequeno, Colombo, El Corte Inglés, Fonte Nova, Vasco da Gama, Alegro, Beloura, CascaiShopping, LoureShopping, Odivelas Parque e Oeiras Parque
O Primeiro Choro - Amoreiras
MÚSICA
Nouvelle Vague apresentam-se em concerto nesta sexta-feira, dia 4, no Campo Pequeno, de Lisboa. A banda vai apresentar ao vivo o seu terceiro álbum e logo no dia seguinte mostra-se também no Porto, no Teatro Sá da bandeira. Bilhetes a partir dos 24 euros.
Madredeus e A Banda Cósmica apresentam-se em concerto esta quinta, sexta e sábado, no Teatro Ibérico, em Xabregas. Agora sem Teresa salgueiro, mas apostando igualmente nos melhores sons, a formação repete estes concertos no outro fim-de-semana, dias 13, 14 e 15. os concertos começam pelas 21h30 e têm o preço único de 45 euros.
CRIANÇAS
Bob o Construtor no Pavilhão Atlântico, este sábado e domingo, pelas 10h30, 14h30 e 18h30. O mestre de obras mais conhecido da pequenada traz a reciclagem à maior sala de Lisboa. Bilhetes dos 15 aos 35 euros.
Rua Sésamo, no Coliseu dos Recreios, dias 7, 8 e 9. Sexta-feira, há apenas uma sessão pelas 20 horas, enquanto que no sábado, o Monstro das Bolachas, Poupas e companhia, sobem ao palco pelas 14h30 e 18 horas. No domingo, antes de seguir caminho para o Porto, este espectáculo aclamado internacionalmente, apresenta-se em Lisboa pelas 11 horas e à tarde pelas 14h30. Bilhetes de 25 a 28,50 euros.

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Aloés levam “Canção do Vale” ao D. Maria II



Estreia amanhã e prolonga-se até dia 14 de Dezembro a nova peça dos Teatro dos Aloés, “A Canção do Vale”, na sala Estúdio do Teatro Nacional D. Maria II. O palco é de prestígio, o grupo com provas dadas e eu que já tive o privilégio de assistir ao ensaio garanto: vele mesmo a pena. De Athol Fugard, autor sul-africano reconhecido internacionalmente e onde o grupo foi buscar a inspiração para o próprio nome (há uns anos apresentaram “A Lição dos Aloés”, do mesmo autor), a peça é muito rica emocionalmente. Transmite valores valiosíssimos. Com José Peixoto, fundador do grupo, e Carla Galvão em palco, a peça mostra a relação de um avô que ama incondicionalmente a sua neta mas vive atormentado com a possibilidade de a ver partir para outras paragens. Ele é velho e nunca saiu da sua aldeia. Gosta da terra. É agricultor. Tem raízes profundas e apenas quer assegurar a continuidade das plantações, prolongando assim também o ciclo da vida. Ela é jovem. Tem sonhos e anseia ver outras gentes, conhecer outras cidades. Só tem o avô no mundo e por isso também o ama incondicionalmente, mas não pode estar presa àquela terra para sempre. Quer mais. Sonha mais e tem que partir em busca dos sonhos. Ele nasceu antes do Apartheid ela nasceu depois. Têm visões da vida e do mundo completamente diferentes. É uma história que vive acima de tudo pelos conflitos interiores de cada um. Dos sonhos retidos. Quem os não tem? Gostei muito do que vi e sai de lá a querer saber mais e mais sobre os dois. Se há peças que valem a pena ver nestes próximos dias, esta é uma delas. Em cena, de quarta-feira a sábado às 21h45 e domingo, pelas 16h15. A peça tem uma 1h45 de duração. O Vida Maravilha Recomenda.

Café 5 muda de roupa e ementa



Há três anos aberto no piso superior da Marina de Cascais, o Café 5 Restaurante/Bar lounge, voltou a mudar a decoração e a trocar pratos do menu, para surpreender de novo os clientes. Agora com uma aposta clara nos dourados e tons mais outonais, o Café 5 apresenta como principais estrelas na ementa de Outono Inverno os Bifes com molho de Enchidos ou com molho de Chocolate. Sabores fortes e arrojados, saídos da mente de Diogo Simões o responsável do espaço que acredita que assim há sempre motivo para voltar àquele simpático espaço. Na lista de entradas, para além do Queijo Cabra gratinado, que já não é novidade, há também um prato de enchidos sortido e nas variantes de peixe, encontramos um fabuloso Risotto de Mar e os Filetes de Peixe com Banana no Forno, para além do já conhecido Bacalhau com Natas. Com sala no interior, o Café 5 não desperdiça a esplanada durante o Inverno, já que esta é totalmente fechada. É ali que encontramos, por exemplo, um convidativo sofá de verga cheio de almofadas, para beber descontraidamente um Chocolate Quente, uma das apostas grandes da casa. Para que o conforto seja completo, mesmo ao lado desse tal sofá, que dá perfeitamente para duas pessoas, encontra-se um cesto cheio de mantas, prontas a saltarem para as pernas dos clientes, não vá o frio apertar. Para almoçar, jantar, ou para um snack, o que não faltam são boas propostas. Fica a sugestão.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Está a chegar o Estoril Film Festival

Contentem-se os amantes da Sétima Arte, a segunda edição do Estoril Film Festival chega dentro de dias e tem um cartaz prometedor. Com projecção no Casino Estoril, o Festival é ainda complementado com uma exposição no Centro de Congressos do Estoril. A mostra apresenta pela primeira vez ao público português, fotografias do famoso artista parisiense François-Marie Banier, que já captou com a sua lente nomes como o de Johnny Depp, ou Yves Saint Laurent. Da responsabilidade de Paulo Branco, cineasta português reconhecido internacionalmente, o Estoril Film Festival prima por fazer a ponte entre o cinema e outras artes e ver até que ponto a Sétima Arte influência toda a criação artística. No Estoril são esperadas muitas personalidades, como o Nobel da Literatura J. M. Coetzze, ou os actores Michael Pitt ou Louis Garrel. Com três homenagens fortíssimas no programa, que no fundo definem a linha orientadora do Festival, este evento faz a devida vénia a Bernardo Bertolucci, Tim Burton e ao recentemente desaparecido Paul Newman. Com certeza que fãs não faltam a querer a presença dos dois primeiros homenageados, num festival que vai passar dezenas de filmes, para além de promover encontros e debates com grandes nomes do cinema mundial, e em particular do Europeu. Dos 20 filmes em competição, faz parte da longa metragem “4 Copas” de Manuel Mozos. O Festival acontece de 14 a 22 deste mês de Novembro e tem bilhetes de 3 euros ou um passe que dá acesso a todos os eventos do festival que custa 25 euros. É obrigatório para quem gosta de cinema. O programa completo do festival está disponível a partir da próxima sexta-feira, dia 7, em www.estorilfilmfestival08.com.

O próximo fim-de-semana é deles...


Vai ser difícil escolher entre o Coliseu dos Recreios e o Pavilhão Atlântico no próximo fim-de-semana, definitivamente em cheio para a pequenada. Nas Portas de Santo Antão é a saudosa Rua Sésamo que faz as honras da Casa, com o Poupas, o Monstro das Bolachas, o Egas e o Becas e toda a companhia que conhecemos de outros tempos da televisão, enquanto que a enorme sala de visitas do Parque das Nações abre as portas ao mais conhecido e respeitado homem das obras: Bob o Construtor. Nesta aventura no Pavilhão Atlântico a conhecida personagem dos desenhos animados das manhãs da RTP2, vai ensinar os mais novos os valores da reciclagem, num espectáculo que se quer pedagógico e educativo. Já a Rua Sésamo junta em palco uma equipa de 23 actores que, com várias histórias e peripécias, tentam em conjunto construir um mundo melhor, divulgando os valores que as mães gostam de ver incutidos nos pequenotes. Para a Rua Sésamo, os bilhetes vão dos 25 aos 28,50 euros, e para o Bob o Construtor dos 15 aos 25 euros. Mas se é tão difícil escolher porque não fazer um esforço suplementar e ir a um espectáculo no sábado e a outro no domingo... afinal não há tantos fins-de-semana assim! Eles vão adorar.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

“Quinta dos Frades” ou Santos Sabores no Lumiar

Dos últimos dias trago a herança de bons paladares, na Quinta dos Frades, no Lumiar. Numa zona de fácil acesso e com muito estacionamento junto à porta, o restaurante Quinta dos Frades é uma óptima sugestão para um jantar a dois, mais recatado, mas também uma boa ideia para um encontro de amigos. Por fora é extremamente elegante e distinto, e quase passa despercebido, lá dentro somos recebidos como se estivéssemos em casa. As mesas estão distantes umas das outras o que permite conversar à vontade. A decoração é extremamente bem cuidada e consegue fazer recantos para todas as mesas, não havendo um único espaço menos confortável. Tem um espaço reservado para quem fuma, e tem mesas mais escondidas e outras mais visíveis, por exemplo, colocadas junto à parede e com o conforto de muitas almofadas a amparar. Cada mesa tem um candeeiro pequenino que dá aquele ambiente acolhedor. Estive lá como anónima, sem dizer que sou jornalista e muito menos sem fazer alarido sobre este meu espaço, e fiquei cliente. Acho que se formos assim, anónimos, e sobretudo sem grandes referências para não estarmos à espera nem do bom nem do mau, conseguimos avaliar melhor as coisas. Entrei sem grandes expectativas, embora o aspecto me fizesse logo querer entrar e saí de lá com vontade de voltar. A cozinha alia a tradição à sofisticação. É moderno, mas serve em boas quantidades. Experimentei as Costeletinhas de Borrego com Batata Doce e gostei muito. Para sobremesa, a escolha não pode ser outra, embora haja muito por onde degustar: tarte três chocolates, acompanhada por bola de gelado de framboesa. Uma pequena maravilha. A terminar, a surpresa de encontrar ali a lista de cafés Nespresso, porque de facto cada um tem o seu gosto pessoal para o café... Recomendo.

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

“Arte de Roubar” - o cinema português no auge



É arrojado o novo filme de Leonel Vieira e logo à cabeça pode dizer-se que vai com certeza marcar o cinema português, que de há uns tempos para cá tem dado mostras de uma criatividade atroz. Este é mais um caso desses e, da história à construção da acção, da imagem do cartaz até aos diálogos, tudo está muito bem pensado e muito bem conseguido e garanto-vos consegue arrancar sentidas e honestas gargalhadas à plateia. No centro da acção estão dois criminosos, ou pseudo-criminosos, que não há roubo, sempre pensado em grande estilo, que corra bem. Ivo Canelas é Chico e Enrique Arce é Fuentes. O primeiro é português, o segundo espanhol, já viveram pelas Américas, mas agora estão pelo Portugal pequenino do interior para darem o golpe das suas vidas e nem imaginam o que isso vai custar. O filme é inteiramente falado em inglês, à excepção de uma canção portuguesa cantada num bailarico numa matiné da aldeia. Se a imagem não nos mostrasse os actores, não diríamos que não eram americanos. E aqueles que mais arranham no sotaque fazem-no de acordo com a imagem da sua personagem. Mesmo toda a maneira de construir a história e de a apresentar como se episódios de uma comédia de cowboys em terrenos áridos dos Índios se tratasse, nada tem a ver com a nossa tradição de cinema. Ao lado de Ivo Canelas (que curiosamente no “Call Girl” fez de polícia duro e aqui é um ladrão(zeco!) e Enrique Arce (soberbo, diga-se em abono da verdade), encontramos Soraia Chaves, Nicolau Breyner, Flora Martinez, José Raposo e ainda Olavo Bilac, numa pequena participação, para além de muitos outros num elenco fortíssimo. O filme está muito bem conseguido, tem quadros magníficos e estreia dia 6 de Novembro. Escusado será dizer que o Vida Maravilha recomenda-o aos quatro ventos!

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

O que há neste fim-de-semana?



Segundo os técnicos da meteorologia, o fim-de-semana que se avizinha vai ser de chuva, por isso há que procurar refúgios interessantes de quatro paredes para viver melhor e aproveitar bem o tempo de lazer. No cinema há estreias para todos os gostos e idades, mas na música também momentos intimistas que se recomendam a quem gosta de bons sons. As crianças, claro têm o seu espaço próprio, desta vez com uma sugestão para viver e rir com o Halloween.
ESTREIAS DE CINEMA
High School Musical 3 – O último ano – Alvaláxia, Amoreiras, Campo Pequeno, Colombo, El Corte Inglés, Vasco da Gama, Alegro, Beloura, CascaiShopping, Feira Nova Mem Martins, LoureShopping, Odivelas Parque e Oeiras Parque
Em Bruges – Alvaláxia, Amoreiras, El Corte Inglés, King e Monumental,
A Turma – Amoreiras, El Corte Inglés, Londres, Alegro, Beloura, CascaiShopping e LoureShopping,
Busca Implacável – Alvaláxia, Colombo, El Corte Inglés, Beloura, CascaiShopping, Cascais Villa, LoureShopping e Oeiras Parque
Saw 5 – A Sucessão – Alvaláxia, Colombo, El Corte Inglés, Vasco da Gama, Alegro, Beloura, Campo Pequeno, CascaiShopping, LoureShopping, Odivelas Parque e Oeiras Parque,
Guerra, S. A. (comentário publicado) – Amoreiras, Colombo e Saldanha Residence,
Chrysalis – Um Futuro Próximo – Vasco da Gama
MÚSICA
Bernardo Sassetti, esta sexta-feira, dia 31, e sábado, dia 1 de Novembro, no Jardim de Inverno, do Teatro S. Luiz. O concerto está integrado no ciclo “A solo no Jardim de Inverno” e segue-se às duas noites de Mário Laginha. Apesar de serem dois concertos, certamente serão diferentes, até porque Sassetti aposta sempre no improviso e interacção com o público. Começa às 22 horas e os bilhetes têm o preço único de 15 euros.
ESPECTÁCULO
Os melhores do mundo estão de volta a Portugal, para duas noites de comédia no Teatro Tivoli. A companhia brasileira mostra agora “Hermanoteu na Terra de Godah”, às 21 horas de sábado, dia 1 de Novembro, e pelas 20 horas de domingo, dia 2.
CRIANÇAS
O Grupo de Teatro Infantil AnimArte preparou para sexta-feira, dia 31, uma Noite das Bruxas, com Concurso de Abóboras, Concurso de máscaras e ainda a apresentação da peça infantil “Tom & Huck” (na foto) criada a partir dos inigualáveis “As Aventuras de Tom Sawyer” e e “As Aventuras de Huckleberry Finn” de Mark Twain, com texto e encenação de Sofia Espírito Santo. O ponto de encontro é no Jardim Botânico da Ajuda, a partir das 18h30.

“Cavalia” de novo prolongado



Sem querer tornar este espaço repetitivo, vejo-me obrigada a dar conta que, efectivamente, o espectáculo Cavalia, que está desde o dia 2 de Outubro, no Passeio Maritimo de Algés tem mais uma vez agendados espectáculos extra. A nova data para abandonar Lisboa e parece esta ser mesmo definitiva já que a companhia parte depois para Valência, é dia 9 de Novembro, ou seja há mais uma semana inteira de espectáculos. Recomendado pelo Vida Maravilha, esta é decerto uma das maiores produções que passaram por Portugal em 2008 e definitivamente parece não haver desculpas para não passar por Algés. Bilhetes a partir de 30 euros. Fica o reforço.

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

“Sinto Muito” - O livro de que se fala e bem



Lobo Antunes é um apelido pesado, mas Nuno, o filho mais novo de uma família de ilustres conhecidos e peritos em medicina ou nas letras ou em todas as áreas onde trabalham, apresenta-se em nome próprio de coração aberto. Médico neuropediátrico, que todos os dias lida com as mais difíceis situações clínicas de crianças com cancro, Nuno Lobo Antunes revela-se aqui enquanto homem e um homem profundamente humano, de uma sensibilidade atroz. Antes de pegar no livro tive oportunidade de ver o autor na Grande Entrevista com Judite de Sousa e ouvi-lo também na Prova Oral, programa que Fernando Alvim conduz diariamente ao final do dia na Antena 3. Não escondo que na Grande Entrevista me emocionei profundamente com alguns testemunhos. Não escondo também que no programa mais ligeiro e bem humorado de Alvim, me surpreendeu a segurança e determinação deste médico que já percorreu o mundo e que conta histórias passadas em tantas paragens que nos é impossível não o admirarmos. Tive medo de não aguentar o livro. De desistir por não ter forças de conhecer estas realidades tão duras. Mas o livro é incrivelmente bonito. Na introdução, o autor tem dois momentos chave que permite vislumbrar que as palavras que se seguem merecem ser lidas. Admite que há pessoas que não compreendem como ele consegue ir trabalhar feliz e fazer aquilo que mais gosta, que é cuidar das crianças, embora com situações complicadíssimas. Mais do que isso: a dada altura Nuno Lobo Antunes diz, face ao pesado apelido que ostenta, “Eu não sou de ferro, mas de vidro”. De facto, o que mais me agrada neste livro que estou a ler e tenho a certeza não vou deixar uma linha de fora, é essa gentileza do Senhor Doutor em mostrar-se em nome próprio, como alguém que sofre quando não consegue salvar uma vida, como alguém que faz tudo o que pode e dá tudo o que tem. Espero sinceramente nunca me cruzar com ele nalgum corredor branco de hospital, mas garanto a quem passar por isso: quem escreve assim, de alma aberta, é pessoa de confiança. O livro tem edição da Verso da Kapa e vai já na 4ª edição. Vale a pena ler e é por isso a recomendação de leitura do Vida Maravilha para esta semana.

“Jardim de Infância 5” - novas músicas para eles



Há uma boa nova para as gentes de palmo e meio, mas também para os pais que invariavelmente lá vão perdendo as noticias em prol das músicas infantis dos CD's da pequenada. A Espacial acaba de editar o “Jardim de Infância 5”, um CD muito completo com 20 temas e que por isso aguenta bastante tempo antes de dar a volta, por mais trânsito que se apanhe! Para além de alguns clássicos como a “Carochinha”, “João Pestana” ou “O Cucu”, ainda que este último com uma nova roupagem, o “Jardim de Infância 5” aposta em novos temas, desconhecidos da maioria das crianças, e revela uma versão de “Abram alas para o Noddy” que os mais pequenos tanto adoram. Pela aproximação do Natal, também se deve dizer em abono da verdade que a última faixa diz respeito ao tradicional e antigo “Toca o Sino”. Fica a dica para quem tem gente miúda em casa!

terça-feira, 28 de outubro de 2008

“Blindness” de Fernando Meirelles ou o fiel “Ensaio sobre a cegueira”



Estreia no próximo dia 13 de Novembro, um filme que coloca o nome de Portugal nos cartazes de cinemas mundiais. “Ensaio sobre a Cegueira” de Fernando Meirelles, o aclamado realizador de filmes imponentes como o brasileiro “A Cidade de Deus” ou o mais recente “Fiel Jardineiro”, adaptou “Ensaio sobre a Cegueira” do Nobel da Literatura português José Saramago. Quem leu o livro depressa constata que o filme é extremamente fiel ao escrito e fortíssimo nas imagens que apresenta. Quando estreou e foi apresentado no festival de Cannes deste ano, muitas vozes de protesto se ouviram por, na voz delas, fustigar os cegos. No entanto, o filme tal como o livro não mal tratam quem não vê por doença ou mal de nascença. O filme é uma critica feroz à sociedade e a quem não quer ver quando tem tudo para isso. Uma metáfora, por assim dizer, à sociedade cega de valores em que vivemos. As interpretações de Julianne Moore, Mark Ruffalo, Danny Glover e Gael Garcia Bernal, este último na pele de um vilão que mesmo sem poder ver, instala o medo e rouba os outros que estão na mesma condição, estão irrepreensíveis. O filme estreia dia 13 de Novembro, mas hoje, terça-feira há uma antestreia especial com a presença de José Saramago, Fernando Meirelles e parte do elenco. “Ensaio sobre a cegueira” merece ser um êxito de bilheteira, tal como o livro foi quando editado. O Vida maravilha recomenda.

António Lobo Antunes em conversa em Oeiras

Com o objectivo de apresentar o seu mais recente livro “O Arquipélago da Insónia”, António Lobo Antunes, um dos mais apreciados escritores nacionais, passa nesta quarta-feira, dia 29, pela Biblioteca Municipal de Oeiras. O escritor é o convidado deste mês de “Café com Letras”, o espaço que Carlos Vaz Marques desenvolve para dar oportunidade aos leitores de trocarem dois dedos de conversa com os seus autores preferidos. Nas edições anteriores já passaram por ali Ricardo Araújo Pereira e Mia Couto, em sessões com casa cheia.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Lá no fundo, no fundo, todos sonhámos em ser astronautas

Fazendo lembrar um célebre programa televisivo destes últimos meses deixo a pergunta: sabem qual o maior Planeta da nossa Galáxia? A resposta, ao lado de tantas outras e super interessantes, está na exposição “A Aventura Espacial” que acaba de ser inaugurada no Centro de Ciência Viva da Amadora. A resposta é Júpiter. E para ficarem a saber mais do que os miúdos de 10 anos, também vos digo que caso esse mesmo Planeta fosse oco, caberiam lá mais mil Terras! Parece que afinal, o mundo é mesmo pequeno!. A exposição, criada exclusivamente por cientistas portugueses e propositadamente para aquele espaço e que por isso, é uma estreia, vai estar patente durante dois anos. Pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 10 às 13 e das 14 às 18 horas, ou aos fins-de-semana e feriados, das 11 às 13 e das 14 às 19 horas. É uma boa dica para levar as crianças, mas também para fazer viver e sonhar todos os que um dia pensaram que quando crescessem gostariam de ser astronautas...

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Time Out Kids – SOS ajuda para quem tem gente miúda



Já está nas bancas a edição especial da revista dedicada à cultura e lazer “Time Out”. A publicação lançou neste Outubro o especial Miúdos, com 101 sugestões para aproveitar melhor o tempo em família. Já tive oportunidade de a folhear e devo dizer que há dicas para todos os gostos, carteiras e idades. Ao mesmo tempo que nos recorda sítios que tão bem conhecemos, como o Oceanário, Jardim Zoológico, Quinta Pedagógica dos Olivais ou os Museus da Marioneta e do Brinquedo, por exemplo, dá-nos também as ideias que temos recalcadas de filmes bem dispostos, como tirar fotografias com os filhotes numa máquina automática e, quem sabe, fazer umas tantas caretas para mais tarde recordar e voltar a rir. Além disso, ainda oferece um conjunto de sugestões para os próprios pais viverem, quem sabe pela primeira vez: como andar de burro pela Serra de Sintra, ou deixar as crianças aprender truques de cozinha em cursos pensados para gente de palmo e meio. No final da revista ainda há ofertas de bilhetes para algumas sugestões dadas inicialmente. É de aproveitar. A Time Out Miúdos já está à venda e tem o preço de capa de 3 euros. Recomendo a compra e a sua manutenção em casa para aqueles dias em que ninguém se lembra do que fazer à pequenada!