terça-feira, 8 de março de 2011

Um exemplo

Já todos sabem que a minha filha mais velha é um exemplo. É. Não é por ser minha filha, mas é tão linda, tão linda... (e nesta altura cai baba, mas adiante) ora vejam mais este exemplo de mana mais crescida, a melhor que pode haver.
Hora do lanche cá em casa e eu sozinha com os três, que o pai ficou com febre.
Assim que começo a arranjar o lanche para os dois mais crescidos, e eles estavam com fome, sim senhora (depois do banho gostam sempre de comer!), a mana mais pequenita começa a chorar. Era hora do leite também. Passa do choro suportavel ao descontrolo total. Preparo o lanche dos mais crescidos ou dou primeiro o biberão? É que os mais crescidos têm quatro e um ano. Não são propriamente crescidos para perceberem as prioridades. Faço tudo ao mesmo tempo. Ponho o iogurte com chocapic para ela no tabuleiro, o iogurte com bolacha para ele também no tabuleiro e o biberão da bebé. Chego à sala e o que faz a mana mais crescida? Pega no lanche do mano e dá-lhe colher e colher, sem deixar cair nada. Eu dei o leite à M e só depois dos mais novos satisfeitos é que a C comeu... Falta pouco mais de um mês para fazer cinco anos, mas tem um sentido de responsabilidade fora do comum. Até comove. Ainda bem que pude dar-lhe irmãos.

2 comentários:

Sof Enes disse...

E linda, linda!!!!! Lá está mana mais velha é especial ;)))))

Motor JR disse...

:)) Tão linda e responsável!
Sof, tenho mesmo de concordar contigo! ;-))