segunda-feira, 27 de junho de 2011

Entre mãe e a alimentação dos seus bebés não metam a colher...

Agora por isso, lembrei-me de um episódio deveras caricato que me aconteceu na tarde de sábado. Encontrámos uns conhecidos nossos que tiveram uma bebé em Fevereiro. Tem quatro meses, a pequena, portanto, e a mãe contava orgulhosa que a miúda comia tudo. Mas tudo mesmo. "Ontem comeu um epá, e hoje foi o Magnum Côco", contava ela de sorriso embevecido. "Verdade?", perguntava eu meio incrédula. E ela continuava que a miúda era uma maravilha, assim e assado, mas que para comer a sopa e a papa era o cabo dos trabalhos porque não queria abrir a boca. E pergunta-me: "Se calhar vou dar-lhe a sopa fria, faz-me impressão, mas eu acho que ela não come pelo quente..." e, respondi eu: "Então porque não experimentar uma papa de iogurte, em fez da papa com água quente, sempre dá para ver se é uma questão de temperatura..." Resposta: "Ai, não, tenho medo, iogurtes só se pode dar a partir dos seis meses e ela tem quatro". Ok... e os gelados? Enfim, nestas minhas andanças pela maternidade aprendi uma coisa: entre mãe e alimentação dos filhos (educação, roupas, colégios e tudo mais também) não se mete o nariz. Aprendi a concordar com tudo. Cada um sabe de si e dos seus... verdade? Mas magnum de Côco é um bocado de mais, não acham?

Um comentário:

Sof Enes disse...

LOL cada um sabe de si, mas não tens que concordar com tudo ;) beijosssss