segunda-feira, 11 de junho de 2012

Duas horas de coragem

Ontem cheguei a casa e faltava muito pouco para as 22h30, depois de mais de 24 horas passadas fora de casa. Ele foi praia, foi parque, foi almoço em família, com a sobrinha mais linda do mundo incluída, e foi lanche com a pequenada completamente desobediente. Queria ter chegado a casa mais cedo, mas a alegria dos pequenos era tanta que fui adiando o regresso a casa e acabámos por chegar tardíssimo. Mas, não se se da energia do sol que apanhei durante o dia, cheguei a casa e parecia que tinha acabado de acordar. Em duas horas, vesti os pijamas aos três e coloquei-os na cama a dormir, arrumei todas as malas do fim-de-semana, apanhei TODOS os brinquedos espalhados no chão de casa, preparei a mochila para o filho F levar hoje para a praia, passei a ferro, defini o jantar de hoje, deixei alinhadas as roupas para hoje de manhã (a minha incluída, o que é tão, mas tão raro) e ainda deixei uma máquina de roupa a fazer. Sempre disse, e ainda diz, a minha avó: “mais vale uma hora de coragem que um dia inteiro a empatar”. E bem dito, bem certo. Cheguei tarde a casa, mas acho que consegui fazer mais do que se tivesse ido para casa durante a tarde.


Hoje, acordei meia hora mais cedo e despachei as matriculas todas dos meus meninos. Parece que afinal, sou movida a energia solar... a ver se logo não estou tão KO, como tenho andado.

3 comentários:

Mãe de 3 disse...

Olá
Desde já quero dar-te os parabéns pelo teu blog.
Identifico-me bastante com este teu relato, pois também tenho filhotes lindos e que amo de paixão, e que dão muito trabalho, mas ao mesmo tempo são a melhor coisa do mundo.
Entre trabalho e a casa, parece que às vezes não temos tempo para nós. Ainda por cima o meu marido só vem a casa ao fim de semana.

Mãe de 3 disse...

Olá, quero dar os parabens, pelo teu blog, costumo segui-lo e gosto bastante.
Por vezes identifico-me bastante com os teus relatos, pois também sou mãe de 3 lindas crianças, e sei o trabalho que dão, mas ao mesmo tempo são a coisa mais linda do mundo. No meu caso ainda tenho o fator de que o marido so vem a casa ao fim de semana.

Ana Raquel Oliveira disse...

Obrigada, Mãe de 3! É um prazer saber que está aí desse lado! E, de facto, ser mãe de três, é um privilégio... por mais trabalho que dêem, dão muito mais amor.