segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Apresento-vos a Festaqui!


Quando o meu filho Francisco fez três anos decidi surpreender os amigos com uma mesa bem diferente do habitual que costumo encontrar nas festas de aniversário. Tudo muito pensado, tudo a condizer, e uma decoração que fugiu completamente ao normal. Nesse dia, uma amiga minha disse: “Tu devias abrir uma empresa de festas para criança”. Eu sorri. Mal sabia a minha amiga que eu tinha um projecto elaborado em meia dúzia de páginas sobre precisamente festas para crianças. Como aqui escrevi, odiei a festa da minha filha mais crescida num espaço de insufláveis perto de nossa casa. Achei o serviço mau, tudo a despachar, sem cuidado algum e pior, com uma sede imensa de fazer dinheiro, que me custou. Os miúdos gostaram de andar lá aos saltos, quem não gosta, mas eu, enquanto mãe nem oportunidade de servir convenientemente o bolo de aniversário tive. Jurei que ia arranjar uma alternativa para o próximo ano, até porque todos os meninos da escola fazem as festas sempre no mesmo sítio, o que perde qualquer piada.
Este verão, já com o projecto arrecadado numa gaveta, por falta de coragem em assumir o encargo, em conversa com outra amiga, vi que tínhamos exactamente as mesmas ideias para as festas da pequenada. Às tantas enquanto a ouvia, cheguei a pensar que era a minha consciência a falar e não ela. E sempre que eu acrescentava a mesma coisa, ela jurava que também tinha pensado nisso. Não quisemos adiar mais e criamos juntas a Festaqui.
A Festaqui é, portanto, uma empresa para fazer das festas dos miúdos aí de casa as melhores das redondezas! Somos nós que fazemos tudo, aliás, o que nós queremos mesmo é que os pais não se preocupem com nada. Dizem-nos apenas alguns pormenores sobre os filhos: que personagens mais gostam, quais as cores favoritas, o que mais gostam de brincar. E nós fazemos tudo o resto. Apostamos claramente numa mesa muito bem estruturada. Não cobramos por criança convidada. Temos três menus à escolha e garantimos que nenhuma criança, pais, mães tios, avós e amigos, ficam com fome. Fazemos a decoração consoante as indicações e até podemos propor motivos de animação. Para já a Festaqui não tem um espaço físico. Pretendemos levar a festa para dentro da casa de cada um, até porque ninguém tem que sujar a cozinha, levamos tudo pronto a pôr na mesa. Mas mesmo assim, se alguém não quiser fazer a festa em casa, temos possibilidade de subcontratar um espaço.
Ontem, o pequeno Bernardo fez cinco anos e fizemos a nossa primeira Festaqui. Fizemos no Bar de Praia da Praia de S. Lourenço e o tema escolhido foi os Gormiti. O dia estava óptimo e enquanto os pais de todas as crianças se deliciavam com as tentações da mesa, os miúdos correram na areia (acho que estava tudo com saudades da praia!), andaram de escorrega, jogaram à bola, andaram de trotineta, jogaram com raquetas e discos e tudo o mais que podem imaginar.
Deixo o nosso e-mail para o caso de quererem mais alguma informação e quem sabe (gostava tantooo!) requisitarem os nossos serviços.

3 comentários:

M ;) disse...

parabens minha querida e muito sucesso nesta nova iniciativa

Mãe de 3 disse...

Parabéns pela iniciativa. Espero que corra tudo bem e que faças muitas festinhas. Pena estares tão longe senão vinhas fazer a festinha dos 18 anos do meu mais velho.

Ana Raquel Oliveira disse...

E teria todo o gosto. Uma festa de 18 anos seria, sem qualquer dúvida, um grande desafio!!! E eu adoro coisas mais dificeis! Beijinho Mãe de 3 e obrigada pelas palavras sempre tão calorosas.