sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Lígia Casanova


Adoro o trabalho da Lígia Casanova. Não, esperem, vou reformular: estou apaixonada pelo trabalho da Lígia Casanova. Ontem, quando cheguei aqui à cirurgia pediátrica de Santa Maria reparei logo no fabuloso teto de estrelas com um foguetão e a partir daí olhei em redor e fui descobrindo pormenores que compunham toda a decoração, como o candeeiro. Não fui logo ver, mas durante as duas longas, mas tão longas, horas de operação (a que se seguiram mais duas horas e meia de recobro) tive mais que tempo para decorar o nome da autora. Já andei a ver o site oficial desta artista que apenas tem como missão “Fazer espaços que tornem as pessoas felizes”. E a mim fez-me muito mais feliz, enquanto esperei para poder voltar a ver a Matilde e ter a certeza que sim, tudo estava a correr bem.
Não faço ideia quanto custará um peça da Lígia Casanova, mas que adora ter no quarto dos miúdos um teto cheio de estrelas e com um foguetão…  lá isso, eu adora. Mesmo.
Com um amplo curriculum que passa pelo design, design gráfico, publicidade e, claro, design de interiores, Lígia Casanova tem um traço inconfundível, que espalha charme, ao mesmo tempo que também diverte, em espaços públicos, como o é a sala de entrada da cirurgia pediátrica do Hospital de Santa Maria, mas também em casas particulares.  

Eu descobria-a aqui, num sítio onde não queria estar, mas mais uma vez consigo tirar proveito de tudo o que me acontece na vida, por mais que pareça catastrófico e ruim. Obviamente que preferia um bilião de vezes não conhecer o traço de Lígia Casanova, do que a ter vindo a descobrir aqui, mas já que aqui vim parar só posso mesmo agradecer à artista por ter tornado aquela sala, onde tantos pais desesperam, um lugar muito mais bonito e aconchegante.

2 comentários:

Atelier Lígia Casanova disse...

Obrigada Ana Raquel,

fico muito feliz por ter tudo corrido bem com a Matilde, o objectivo dessa sala de espera foi minimizar a angustia que todos nós podemos passar, numa situação como a sua.
Que bom saber que as pessoas se sentem bem em tão delicado momento da vida, que por vezes são obrigadas a passar.

um beijinho para si e para a Matilde

Ana Raquel Oliveira disse...

oh! Mas que honra Lígia Casanova! Muito obrigada por estas palavras. Correu tudo muito bem e o seu trabalho muito alegrou as horas de espera daqueles dias menos bom...
Mais uma vez: muitos parabéns pelo trabalho. E muito obrigada por me ter encontrado aqui pelo mundo virtual...!