quarta-feira, 9 de maio de 2012

Para quem leva marmita

Hoje, comprovei uma teoria preciosa para quem leva almoço para o trabalho. Já me tinham dito que se tirarmos a pele e as espinhas ao peixe, ele perde aquele típico cheiro que incomoda sempre tanto. Eu, pessoalmente, evito levar peixe para o almoço por causa precisamente do cheiro que fica quando aquecido. Há seis anos que levo todos os dias almoço para o trabalho e é sempre desagradável deixar o local onde se trabalha a cheirar a comida. No meu caso, não tenho refeitório nem cozinha, só um frigorífico e um microondas a um canto e almoço na minha própria secretária, logo as preocupações com o cheiro são maiores ainda. Ontem, fiz salmão grelhado e sobrou, juntei-o a um fusilli que já tinha sobrado num outro dia e fiz uma salada improvisada, com tomate aos pedaços, temperada com azeite e oregãos. Ficou óptimo e não deitou qualquer cheiro. E porquê? Porque já tinha tirado a espinha do salmão. Como ainda para mais era com massa cozida naturalmente, sem refogado, não cheirava sequer a comida. Não cheirava mesmo a nada. Portanto, a partir de agora é levar peixe para o trabalho sem dramas, companheiros da marmita! Não esquecer de o arranjar bem em casa, levá-lo sem espinhas nem pele e aproveitar sempre tudo o que sobra!! Fica a dica!

Um comentário:

Sofia Enes disse...

E muito obrigada pela dica ;)))