segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Pesadelo

Muito me tenho queixado eu deste inverno e de facto tenho razões para isso com um dos três filhos sempre doente em cada semana, desde Setembro. Mas, um dia como o de ontem e hoje, nunca me tinha acontecido e se soubesse que ia acontecer nunca me tinha queixado. A partir do meio dia de ontem, eis que ficam os três cheios de febre. Os TRÊS. A cria mais crescida andava com febre, mas no sábado já parecia nova e por isso fomos ao teatro, que não sou maluca de a levar se ela não estivesse bem. Mas ontem, assim do nada, sem estarmos mesmo à espera, ficaram os três doentes. Ainda passámos no aniversário do Gui, mas enquanto lá estivemos, a C esteve sempre, sempre a tossir, a M a chorar e cheia de ranhos e o F conseguiu vomitar duas vezes. Foi o bom e o bonito. Viemos para casa: uma noite muito, muito, muito mal dormida para os cinco. Aerossóis. Tosses. Xaropes. Soro. Termómetros. Pachos de água fria. E despe e agora tapa. E toma xarope de cenoura que já não podes estar a tomar constatemente os outros. E bebe água. Tudo isto a multiplicar por três. E isto sim, é um pesadelo. Daqui a pouco, ala para a pediatra. Ai Verão, que ainda vens tão longe...

Um comentário:

Sofia Enes disse...

Ohhh minha querida, um beijo bem grande nesse teu coração e outro de melhoras em cada um dos rebentos